Plágio é crime, conforme Lei 9.610/98. Se quiser reutilizar algum dos textos deste blog, por gentileza, dê os devidos créditos.

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Ser humano na empresa mundo

"Depuis petit, il disait qu'il ne parlait pas forcément le portugais, ni le français. Il maîtrisait énormément la langue de l'amour".

___________________________

Anos depois me deparo com a frase acima e eis que ela vem se adequar perfeitamente com minha fase.

Quando o ano vira parece que sentimos a necessidade de organizar algumas coisas e eu senti que precisava arrumar minha pluralidade professor/cartomante/terapeuta/escritor/amante de contos de fadas/etc.

Quando me deparo com alguma "crise" eu olho para ela e não para a solução.

E disso nasceu um exercício envolvendo contos de fadas.

Peguei meu conto favorito desde criança, a Pequena Sereia, e vi nossa familiaridade entre o metade peixe e metade humana dela com as minhas metades (cartomante, professor, etc).

Lembrei que Ariel escolhe ser só humana, e percebi que eu tenho buscado minha vida toda por ser só humano também, sentindo necessidade de escolher um lado, não podendo ser mais os dois.

Imaginei Ariel vivendo como humana para sempre, longe do mar e com a possibilidade de nunca mais ser sereia. Eu sei que as coisas mudam e adoro mudanças, mas ser sereia nunca ia deixar de fazer parte dela, ela ia sentir falta... mas se ela fosse só sereia, ela também ia e privar de conhecer outro mundo e de viver outras experiências... e ser humana também fazia parte dela.

Então olhei para a minha pluralidade e a acolhi. Tirei o peixe e tira o humano, e o que sobrou disso tudo? A essência... Então notei que não sou nenhuma das minhas pluralidades, existe uma essência que me leva a essas pluralidades. E essa essência é algo que não dá para definir, é apenas uma sensação. Porém, como nós (e nosso cérebro) gostamos de definição, poderia arriscar dizer que ela é o compartilhamento de experiências, de vivências, de vida, de amor, de carinho, acolhimento... e tudo isso me leva as "profissões" que sigo.

Fiz um exercício parecido envolvendo vocação profissional e foi muito legal!!!

Quem quiser se aventurar comigo em qualquer uma das minhas áreas, fique à vontade para escrever. Passaremos bons momentos juntos, como diz a frase acima (nem português e nem francês, mas o amor)... o resto é só consequência... ^.^

Nenhum comentário:

Postar um comentário