Plágio é crime, conforme Lei 9.610/98. Se quiser reutilizar algum dos textos deste blog, por gentileza, dê os devidos créditos.

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Perspectiva 2018 !

Tenho percebido que abrir cartas para ver o futuro não tem feito parte da minha rotina de cartomante.

Eu sempre acho delicado quando falamos sobre acertar e errar na tiragem, pois definimos bons cartomantes como aquele que é muito assertivo e por isso ficamos tentando acertar ao invés de ir para o que de fato interessa: a mudança que a pessoa está pedindo para fazer em sua vida.

O fato é que eu percebo MUITA incerteza nossa, dos cartomantes, sobre o acerto. E mesmo assim continuamos trilhando o mesmo caminho, criando solução para isso, como trazer feedback ou coisa do tipo para saber se você está no caminho certo ou não.

Vamos imaginar que antigamente só existia a intuição, aí de alguma forma a intuição deixou de ser suficiente, então veio o estudo e o estudo agora é que não é mais suficiente... e a resposta que temos é: estude mais, precisa de mais estudo! E paramos aí... viramos seres muito estudados com dúvidas e medo de errar. O futuro já não interessa mais porque saber sobre ele não muda nada de fato.

Mas e agora, não vem nada depois?

Na minha perspectiva, está chegando o momento em que precisamos olhar mais para o presente do que para o futuro.

As cartas vieram, nessa nova fase (minha) para auxiliar e MUDAR a pessoa internamente. Trazer a ela insights, luz de dentro da alma dela para a consciência dela, e assim, aliada a energia envolvida no momento, fazer com que ela saia da consulta transmutando a própria vida a cada passo que ela dá.

Sinto, ainda, que uma hora as cartas vão ser desnecessárias, pois o que interessa mesmo na leitura (para mim) é o que está por trás dos símbolos. Os símbolos são só auxiliadores da intuição, mas por trás deles há a energia, uma essência, e é ela quem lemos em um jogo de cartas, é ela (para mim) que de fato interessa. É ela quem nos dá elementos e informações que os símbolos às vezes não conseguem.

Portanto, uma hora ou outra, creio que passaremos (de novo, para mim rs) a ler somente a energia sem o auxílio dos símbolos.

Se a intuição "erra" e os estudos não estão dando conta, então vem a abertura de consciência e ampliação da nossa visão para perceber o sutil.

Sabemos tudo o que precisamos saber para convidar a nossa vida a caminhar bem, só estamos desacostumados a olhar para essa fonte de conhecimento porque precisamos ainda de ferramentas auxiliadores que nossa razão possa compreender.

E não há problema nenhum nisso. Não é evolução e nem nada, é apenas uma perspectiva que está se abrindo aos meus olhos e que tenho tido interesse de começar a desenvolver e compartilhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário