Plágio é crime, conforme Lei 9.610/98. Se quiser reutilizar algum dos textos deste blog, por gentileza, dê os devidos créditos.

domingo, 17 de setembro de 2017

Ser teu sol, tua lua, teu guia...

tiragem que inspirou o texto
Aproveite o domingo a noite e aquela irritação de amanhã ser segunda-feira para ler esse texto!

Seja teu sol, seja tua lua, seja teu guia...

Houve um dia em que eu fiquei irritado por sair de casa. Era a mesma irritação que eu tinha quando levantava cedo para ir trabalhar, preferindo morrer do que entrar naquela empresa.

Fiquei atento aos meus sentimentos, pois vejo em tudo o que me incomoda, um alerta da alma para me mostrar que estou no caminho errado.

Fechei os olhos e mergulhei dentro de mim, e consegui ouvir uma luzinha bem pequena, miúda, gritando no fundo do meu peito: "Me tira daqui! Eu não quero estar aqui, queria estar em casa".

Achei estranho porque se eu estivesse em casa, provavelmente estaria assistindo netflix ou fazendo qualquer outra coisa que não fosse mais importante do que ter saído naquele dia.

Fiquei confuso, mas eu sabia que em algum lugar dentro de mim tinha algo muito melhor para fazer.

Perguntei-me o que faria de melhor se estivesse em casa sem televisão e internet, e a resposta foi: criar, escrever, me trabalhar, abrir cartas, entre outras coisinhas.

Aí senti um alívio no peito, como se a luz tivesse diluído por todo o meu corpo e deixei que a criação acontecesse.

Percebi que sempre tem algo dentro da gente querendo viver, mas que afastamos por distrações, por estarmos acostumados a obedecer um sistema que nós mesmos criamos.

Todos nós temos uma voz berrando dentro da gente, mas quantas vezes paramos para de fato escutá-la sem nos distrairmos com o desnecessário?

Todas as vezes que sua alma gritar que não é esse o caminho, escute-a, abrace-a e siga suas instruções. Deixe que ela apareça e viva cada vez mais para que as mudanças comecem a acontecer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário